1 de set de 2017

Novo projeto de regulamentação do Designer segue em andamento na Câmara.

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 6808/17, do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PV-SP), que regulamenta a profissão de designer. O texto define o designer como o profissional que desempenha atividade especializada de caráter técnico-científico, criativo e artístico para a elaboração de projetos de sistemas, produtos e/ou mensagens visuais que atendam às necessidades do usuário.
O Congresso já aprovou, em 2015, proposta regulamentando a profissão de designer (PL 1391/11, do ex-deputado Penna), mas o texto foi vetado pela ex-presidente Dilma Rousseff, e o veto, mantido pelos parlamentares. Segundo a ex-presidente, o veto ocorreu por se tratar de matéria inconstitucional, que contraria o artigo 5º, o qual assegura o livre exercício de qualquer trabalho, admitindo a imposição de restrições apenas quando houver a possibilidade de ocorrer dano à sociedade.
Leia mais no portal da Câmara dos Deputados: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/541946.html

20 de ago de 2017

Palestra Design Estratégico: o Design e a entrega da promessa da marca

Ontem aconteceu a palestra com a designer Cecília Consolo, um dos muitos eventos incluídos na programação da 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico, que contaram com a realização da Adegraf e apoio do Sebrae DF.
Durante 8 horas, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho desta grande profissional, além de se aprofundar em temas super interessantes como branding, identidade visual e experiência da marca.


Esperamos que a experiência tenha sido proveitosa para os presentes e agradecemos mais uma vez o apoio do Sebrae DF para a realização de mais esse evento de sucesso.

5 de ago de 2017

Começou a 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico!

Ontem aconteceu a abertura da 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico, uma realização da ADG Brasil em parceria com a ADEGRAF.

Acontecendo na Caixa Cultura Brasília até 10 de setembro, quem for conferir terá a possibilidade de ver outras 3 exposições que acontecem paralelamente e que também fazem parte da Bienal: a Tipos Latinos: Sétima Bienal de Tipografia Latino-Americana, e exposição Primeiras Impressões: o nascimento da cultura impressa e sua influência na criação da imagem do Brasil, e a mostra Notícias em Cartaz: as capas premiadas do jornal Correio Braziliense.


No ano em que se comemoram 25 anos de Bienal, a mostra apresenta a maior quantidade de trabalhos em exposição: são ao todo 50 projetos, selecionados entre os 500 escolhidos pelo juri e que fazem parte do Catálogo da Bienal, que pode ser comprado no site da editora: www.blucher.com.br

Além das exposições, a Bienal terá uma programação intensa com conferência, palestras, cursos e workshops, muitos com valores promocionais para associados Adegraf.

Confira toda a programação no site da Bienal: http://bienaladg.org.br/

25 de jul de 2017

Design Sprint: quando o Design e a velocidade importam

Ontem aconteceu mais um evento promovido pela Adegraf: o Workshop sobre Design Sprint, com a Designer Carla de Bona, consultora para projetos de UX/UI Design em empresas, startups e professora de UX Design nos cursos de graduação e MBA da FIAP, dentro outros.



Apesar do pouco tempo, os participantes puderam conhecer, por meio de exemplos práticos e interações em grupo, um pouco mais sobre esse método lançado pela Google, cujo principal objetivo é testar o potencial de uma ideia, produto ou serviços ainda na etapa inicial de desenvolvimento, evitando desperdício de tempo e recursos que poderiam estar sendo investidos de outra maneira.



O evento aconteceu no Manifesto Coworking e associados Adegraf tiveram desconto de 40% na inscrição. Agradecemos a participação de todos os presentes e esperemos vê-los também nos nossos próximos eventos.


18 de jul de 2017

Réplica da Adegraf para a resposta da Rede Sarah sobre o Processo Seletivo


_____________________________________________________________

Prezada Sra. Luciana Rossi,

Agradecemos a resposta e a atenção de vocês em analisar nossas considerações sobre o Processo Seletivo vigente para a contratação de um(a) designer gráfico.
No caso da ocorrência de divergências sobre a profissão do designer gráfico, a atuação da Adegraf sempre foi visando encontrar a conciliação ou o entendimento sobre possíveis soluções para o conflito.
Como o processo seletivo tem algumas fases até a contratação definitiva do(a) designer, acreditamos que ainda existe tempo suficiente para uma mudança em relação à nomenclatura e à classificação das exigências em relação à formação superior dos participantes.
Como representante dos profissionais e dos estudantes no Distrito Federal, a Adegraf recebeu diversas manifestações contrárias à iniciativa descrita no Edital - no caso específico, das exigências referentes à formação superior dos candidatos. Sabemos que profissionais estão se organizando para questionar as referências do Edital em processo judicial. E pelo menos uma faculdade está nesse mesmo caminho.
Nossa solicitação foi com a proposta de tentar evitar conflito maior e para não atrasar a contratação de um(a) colega designer gráfico. Em função disso, reiteramos nossas considerações.

Atenciosamente,
Wagner Alves
Presidente da Adegraf



7 de jul de 2017

Posicionamento da Adegraf sobre o Processo Seletivo da Rede Sarah

Em 22 de junho de 2107, a Rede Sarah de Hospitais e Reabilitação lançou em edital a abertura de seleção pública de provimento de 3 cargos - Designer de Produto, Designer Gráfico e Web Designer, onde especificava que somente formados em Desenho Industrial poderiam participar do processo. Como a formação em Design vem, há anos, ganhando novas formações e nomenclaturas em função das necessidades do mercado, a ADEGRAF também vem se adaptando a essa realidade, na medida em que ampliou a aprovação de novos associados que sejam formados não só em cursos de bacharelado, mas também tecnólogos e pós-graduados em Design Gráfico, Programação Visual e Comunicação Visual. Sendo assim, após termos recebido alguns questionamentos de associados que se enquadram nesse situação e que se sentiram prejudicados pela exigência da formação, a ADEGRAF contactou a organização realizadora do processo seletivo a fim de interceder em nome desses profissionais. Abaixo segue o comunicado enviado aos nossos associados pelo presidente da associação, Wagner Alves:

________________________________________________________________________

Olá, bom dia, 

Estive na sede da Rede Sarah para apresentar a posição da Adegraf e nossas solicitações em relação ao Processo Seletivo. Conversei rapidamente com uma representante do Departamento de Recursos Humanos. Acredito que nossas considerações serão contempladas. Vamos aguardar!  

Sabemos que excelentes profissionais da nossa área de trabalho não tem curso superior em desenho industrial. Mas, também sabemos que essa oportunidade de formação está disponível há décadas em todo o País.
Depois de analisados todos os questionamentos e observações dos nossos associados, chegamos a decisão de que a exigência, no Processo Seletivo da Rede Sarah, pela formação em curso superior na área de design gráfico é válida e de grande importância. 
No entanto, nossa recomendação para a área de RH da instituição foi para flexibilizar a denominação do curso e para considerar também a situação dos Tecnólogos. Abaixo está um trecho (que resume bem nossas recomendações) do Ofício que protocolamos na sede da instituição:

"Pelo exposto, a ADEGRAF solicita ao órgão competente que reavalie os critérios de seleção e também considerem válidas as inscrições de profissionais que tenha formação em cursos de Design Gráfico, Comunicação Visual, Programação Visual e Artes Visuais, sejam eles bacharelados ou tecnológicos reconhecidos pelo MEC, além dos demais requisitos solicitados. Entendemos que, até que a profissão seja regulamentada, as diversas denominações devem ser aceitas, desde que a grade curricular dos cursos seja semelhante. Nesse caso, se compararmos a grade curricular dos 164 cursos de bacharelado e tecnológicos oferecidos nas áreas de Design Gráfico, Programação e Comunicação Visual em atividade e reconhecidos pelo MEC, notam-se que os conteúdos programáticos apresentam matérias iguais, correlatas ou complementares, preparando os formandos para exercer a profissão de forma plena."

Agradecemos a participação de todos que contribuíram com esse processo. 

Valeu, forte abraço, 
Wagner Alves 
Presidente da Adegraf 

18 de mai de 2017

Nota de Esclarecimento








O grupo Regulamentem o Designer Já!, composto pela Abedesign (Associação Brasileira das Empresas de Design), ADG Brasil (Associação dos Designers Gráficos), ABEST (Associação Brasileira de Estilistas), SC Design (Associação Catarinense de Design), ProDesign>PR (Associação das Empresas e Profissionais de Design do Paraná), ABEPEM (Associação de Estudos e Pesquisas em Moda), Adegraf (Associação dos Designers Gráficos do Distrito Federal), ADP (Associação Nacional dos Designers de Produto), ApDesign (Associação dos Profissionais em Design do Rio Grande do Sul), CBDI (Centro Brasileiro de Design Industrial), CBD (Centro Brasil Design), Design na Brasa, CNPC (Setorial de Design do Ministério da Cultura) e a SBDI (Sociedade Brasileira de Design da Informação), vem a público informar que não possui vínculo com o “Movimento dos Designers do Brasil”, não foi consultado sobre o Projeto de Lei 7520/2017 recentemente protocolado na Câmara dos Deputados, e tampouco consentiu menção das associações acima citadas no referido projeto de lei.

Seguimos acreditando na importância da regulamentação da profissão de design, porém, sem abrir mão de uma construção coletiva, horizontal, e que envolva, desde o início, os diversos órgãos representativos dos designers brasileiros.

Grupo Regulamentem o Designer Já!

____________________________________________________________________
* PS: Essa postagem visa retificar a matéria do link abaixo, onde o nome da ADEGRAF, bem como de outras entidades, foi citado sem sua autorização ou conhecimento:

http://www.polocriativo.com.br/blogcriativo/novo-projeto-de-lei-que-regulamenta-a-profissao-de-designer-grafico-e-apresentada-em-brasilia/

11 de abr de 2017

Afinal, o que faz um UX Designer?

Prestigie o nosso próximo evento e venha saber o que faz um UX Designer! Aberta a todos, a mesa redonda terá a participação de profissionais especialistas em UX Design (Renan Castro e Leonardo Antonialli) e em Design Estratégico (Andrea Castello Branco e Marcelo Judice). Será aberta a todos e acontecerá no próximo dia 20 de abril, a partir das 19hs, no Auditório D da Faculdade IESB Asa Sul. 

A 12ª Bienal de Design Gráfico vem ai. Aguardem!


1 de abr de 2017

ABNT disponibiliza primeira norma para serviços de design

Os serviços de Design tem sua primeira norma brasileira publicada, a ABNT NBR 16516 Serviços de Design - Terminologia, que conceitua os termos básicos do Design, e pode ser adquirida pelo site: http://www.abntcatalogo.com.br/sebrae/

Ela é fruto de dois anos de trabalhos da Comissão de Estudo Especial de Serviços de Design da ABNT (ABNT/CEE-219), uma parceria firmada entre a ABNT e o Sebrae, que contou com a participação de representantes de diversas instituições profissionais e de ensino do país (ADP, ADG, Adegraf, Abedesign, Prodesign-PR, Sindesign, ABD, Centro Brasil Design, Centro Minas Design, ABRE, Abiplast, Abinee, INPI, CAU, SEBRAE, PUC-PR, UERJ, SENAC, SENAI, UFPR, FAAP, UEMG e UniBH), e que também esteve aberta à participação pública pelos sites daquelas instituições.

Os trabalhos da Comissão continuam em andamento, agora no desenvolvimento da norma ABNT NBR 16585 Serviços de design – Diretrizes para boas práticas, que está aberta para consulta nacional pelo site: http://abnt.org.br/imprensa/releases/5033-norma-de-servicos-de-design-em-consulta-nacional

16 de mar de 2017

12º Bienal de Design Gráfico: as inscrições de trabalhos terminam no próximo final de semana!

As inscrições de trabalhos para a 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico se encerraram às 23h59 do domingo, dia 19/3 (com prorrogação até às 18h da segunda-feira, dia 20/3, para upload dos trabalhos).
Até o mês de maio, o júri online irá avaliar os 1.384 projetos inscritos. Os trabalhos com maior pontuação irão compor a seleção da 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico, sendo expostos no site e publicado no catálogo impresso por meio de financiamento coletivo.
Os jurados indicarão ainda os projetos que mais se destacaram na seleção e a curadoria outorgará até 50 Troféus Destaques. Os projetos premiados irão compor a mostra da 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico a ser realizada nos dias 4/8 a 10/9 de 2017, na Caixa Cultural Brasília.
Abraços,
Wagner Alves


24 de jan de 2017

12ª Bienal de Design Gráfico


A BIENAL BRASILEIRA DE DESIGN GRÁFICO é o momento em que o Design Gráfico Brasileiro reflete suas conquistas, discute seus rumos e traça seus planos, propondo um intenso diálogo com a inovação, o empreendedorismo, a cultura, o desenvolvimento econômico, a sustentabilidade e a sociedade. É onde a categoria reconhece seus avanços, homenageia seu passado, expande suas fronteiras e estimula seu futuro.

Desde sua primeira edição, em 1992, a Bienal tem sido a grande celebração do Design Gráfico Brasileiro. É o mais tradicional ponto de encontro de todos os integrantes – profissionais, clientes, fornecedores, estudiosos, educadores e estudantes – deste imenso segmento da indústria criativa, que ganha mais peso a cada ano. Nestas onze edicões realizadas pela ADG Brasil ao longo de mais de duas décadas, a Bienal reuniu, registrou e expôs cerca de 2.800 projetos de design para um público calculado em quase 300.000 pessoas de 50 países.

Concebida e realizada em São Paulo em suas primeiras dez edições, há dois anos a Bienal deu início a um processo de itinerância pelo vasto território brasileiro, realizando sua 11ª edição no Rio de Janeiro, por ocasião dos 450 anos da Cidade Maravilhosa. A proposta da 12ª Bienal Brasileira de Design Gráfico é dar continuidade a esta pauta e às incorporadas nas últimas edições, como promover um evento fundamentalmente sustentável, no qual inscrição, pagamento e envio de trabalhos acontecem 100% online, e o registro da seleção é acessível tanto virtualmente como por meio do catálogo impresso.

No ano que celebra 25 anos de existência, a Bienal acontece pela primeira vez em Brasília, em uma realização conjunta da Associação dos Designers Gráficos - ADG Brasil e a Associação dos Designers Gráficos do Distrito Federal - ADEGRAF. O desafio desta 12ª edição é ampliar a seleção dos projetos, de 17% - médias das últimas Bienais de aproveitamento de inscrições  - para 30%, abrangendo com mais representatividade a diversidade da produção brasileira de design. Todos os trabalhos selecionados constarão da mostra online e do catálogo impresso por meio de financiamento coletivo, com a mostra física composta pelos trabalhos premiados, como acontece nas principais premiações de design da Europa, Estados Unidos e Ásia.

As inscrições de trabalhos já estão abertas e devem ser feitas pelo sitio http://bienaladg.org.br/