Pular para o conteúdo principal

Reunião aberta (RA) - Ata da Reunião

REUNIÃO ABERTA REALIZADA EM 6/10/2008
Cafeteria Cornhills Comercial 202 Sul

Às dezenove horas e quarenta e cinco minutos do dia seis do mês de outubro do ano de dois mil e oito, em segunda chamada (a primeira ocorreu às dezenove horas), reuniram-se na Cafeteria Cornhills, na Comercial 202 Sul, os associados: Aline Pereira, Maria Maximina T. Rodrigues, Luana Wernik, David Borges, Wagner Alves, Paula Pereira Scherre, Tereza Pires e Renato Berlim Fonseca para a Reunião Aberta cuja pauta tratava do posicionamento da ADEGRAF em relação aos Concursos Públicos e Licitações. A reunião foi aberta pela presidente Aline Pereira, que divulgou os Cursos do Espaço ECCO, o Concurso Max Feffer e a II Bienal de Design. A seguir, o vice-presidente Wagner Alves relatou a reunião que a diretoria da ADEGRAF (representada por ele e pela presidente Aline Pereira) teve com uma Consultoria de Advocacia, representada pelo Sr. Roberto Machado para discutir as questões relativas a concursos e licitações. A assessoria jurídica, neste primeiro momento, constatou algumas fragilidades no Estatuto da Associação, que impossibilitam a ADEGRAF de representar legalmente seus associados. Para que um novo Estatuto seja feito, cobrindo questões que não foram previstas, a assessoria jurídica terá que fazer um detalhamento minucioso. E numa segunda etapa os associados serão consultados a respeito de várias questões (inclusive se concordam que a ADEGRAF os represente legalmente em questões relativas à profissão). Depois uma Assembléia será convocada para expor os pontos a serem alterados e para esclarecer dúvidas. E finalmente depois disso será elaborado um novo Estatuto que deverá ser levado a cartório para autenticação. Após essa consulta preliminar com a assessoria jurídica, o que foi definido é que, por hora, a ADEGRAF tem apenas o poder de instruir seus associados, porém não pode representá-los legalmente. No caso do Concurso do Senado, que vem sido muito comentado, a nossa sugestão é que os associados façam o concurso e, caso passem, entrem, com um mandado de segurança como pessoa física. A associada Luana Wernik sugeriu que a Associação entrasse em contato com o Diretor Geral do Senado e marcasse uma audiência a fim de tornar formal a retificação do Edital do Concurso. Outra proposta sugerida pela Assessoria Jurídica foi a criação de um padrão ISO para o Design, por meio de uma documentação dos processos. Sugeriu também que fosse feita uma série de normas técnicas e regras ABNT que orientassem que o processo fosse realmente realizado por designers, trazendo credibilidade e segurança aos contratantes dos serviços. E, sobretudo, agregando valor ao Design. Essa sugestão foi, inclusive, enviada por e-mail pelo vice-presidente Wagner Alves aos demais integrantes do Comitê de Regulamentação do Design. Foi comentada também a participação da ADEGRAF no Brazil Design Week e como a ADEGRAF possui credibilidade muito forte a nível nacional. A associada Tereza Pires recebeu formalmente o convite para participar do Conselho de Ética e aceitou fazer parte do quadro. Por último, ainda houve distribuição da Cartilha Reflita, da Tabela Referencial de Valores e do Código de Ética da ADG. A reunião teve seu término às vinte horas e quarenta e cinco minutos.


Aline Pereira
Presidente da ADEGRAF


Maria Maximina Tavares Rodrigues
1ª Secretária da ADEGRAF

--------
Fotos da reunião



Postagens mais visitadas deste blog

Tabela Referencial de Valores da Adegraf 2016-2018

Está no ar a nova Tabela Referencial de Valores da Adegraf. Trabalho desenvolvido a muitas mãos, a Tabela deste ano está mais completa e muitos termos foram revistos e atualizados, visando sua melhor compreensão por parte do público, tanto dos profissionais que a utilizam quanto do mercado.
Esperamos que ela continue servindo de referência a todos e agradecemos o trabalho conjunto dos associados que ajudaram na realização deste projeto. Clique aqui para fazer o download ou copie e cole o link: http://media.wix.com/ugd/819e53_64a1447f6e234ee79612f012c49dd43e.pdf

Diretoria Adegraf


A Marca do Designer

Em 1986, após sua saída da Apple, Steve Jobs chamou Paul Rand – um dos mais influentes designers gráficos do século XX – para criar a marca de sua nova empresa, a NeXT. Desse projeto, Jobs tirou lições que, segundo ele, todo o designer, cliente ou empreendedor deveria considerar.
Nesta entrevista, ele contou como foi trabalhar com Paul Rand e o que aprendeu com o designer. 

Já nós, designers, podemos aprender com a postura profissional de Paul Rand, se posicionando como especialista para resolver o problema da empresa. Jobs o descreve como, “mais que um artista, um solucionador de problemas de negócios”.
Steve Jobs desejava que sua nova empresa tivesse um símbolo que fosse imediatamente associado à marca – algo que leva muito tempo e dinheiro para acontecer na mente do consumidor. Segundo ele, Rand encarou o projeto como um problema a ser resolvido, e não como um desafio artístico em si. 


"O significado de uma marca deriva da qualidade do que ela representa, e não o contrário.&qu…

O DESIGN E A CIDADE

Nesse meu percurso escrevendo sobre Brasília Cidade Criativa do Design, percebo ainda mais o quanto os acontecimentos são sazonais. São momentos de muitos eventos, e outros de pouca exposição. Dessa vez, temos muita promessa para o futuro, enquanto o aqui agora está por acontecer!
Semana passada houve importante encontro com a Adegraf e IESB, assim continuando a parceria estabelecida anteriormente com o convênio de desconto para associados Adegraf. 
Em 2019 está previsto em Brasília o "X Encontro Internacional de Políticas Públicas e Design", de 11 a 13 de setembro no Centro Universitário IESB; o último evento aconteceu em novembro de 2018 no Uruguay, organizado pela Red Latinoamericana de Políticas Públicas y Diseño, como momento de reflexão, colaboração, aprendizado, troca de experiências e impulsionamento de Políticas Públicas para o Design.
Políticas públicas de Design são importantíssimas e geram impacto positivo para o desenvolvimento econômico e social. 
Segundo Gabri…