Pular para o conteúdo principal

Acompanhe a Regulamentação (21/03)








Na manhã de 21 de março de 2012 diversos designers e representantes de associações profissionais do país – trajando camisetas amarelas distribuídas pela Adegraf – participaram da votação do projeto de Lei 1391/2011 pela Regulamentação da Profissão de Designer na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público – CTASP.

A grande maioria dos membros titulares da CTASP estava ciente do projeto por conta das milhares de mensagens recebidas de todas as partes do Brasil – alguns deputados contabilizaram mais de 300 emails nos dois dias anteriores a sessão – e já haviam manifestado seu apoio ao projeto de lei.

A votação, entretanto, foi adiada para a próxima quarta-feira 28 de março por questões levantadas pelos deputados Sandro Mabel  (PMDB/GO) e Roberto Santiago (PSD/SP) relativas a reserva de mercado, o período de transição (uma "anistia" para os profissionais não formados já atuantes no mercado) e uma suposta necessidade de que a regulamentação da profissão estivesse atrelada a criação de um Conselho de Regulamentação Profissional. O objetivo destes questionamentos, segundo eles, é incluir substitutivos no projeto de lei para que este se adeque melhor as exigências da Comissão de Constituição e Justiça, para onde o projeto seguirá após a aprovação na CTASP.

É importante deixar registrado que pela aprovação imediata do projeto tivemos o apoio dos deputados Efraim Filho (DEM/PB – relator do projeto que deu parecer favorável e o apresentou nesta sessão), Andreia Zito (PSDB/RJ – que apresentou juntamente com Efraim Filho o requerimento conhecido como "inversão de pauta" para que o projeto fosse votado prioritariamente), Flávia Morais (PDT / GO) e Mauro Nazif (PSB / RO), que apresentaram argumentos refutando seus colegas. Tivemos ainda declarações de apoio dos deputados Walney Rocha (PTB/RJ), Silvio Costa (PTB/PE) e do autor do projeto José Luiz Penna (PV-SP), que esteve presente articulando o apoio dos demais deputados, e certamente deixamos uma impressão em todos os membros da comissão – o que facilitará os próximos passos desta empreitada.

No momento estamos todos trabalhando junto aos gabinetes dos deputados Efraim Filho, Penna e Roberto Santiago para que o texto receba as modificações necessárias e possa ser finalmente aprovado.

Aos colegas dos outros estados, agradecemos as manifestações de apoio por email e pelas redes sociais – o blog da Adegraf teve cerca de 3000 acessos desde que anunciada a votação do projeto.

Conheça o Projeto de Lei 
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=502823

Este é um momento oportuno para crescermos. Torne-se membro da Adegraf, ADG Brasil, ADP, ApDesign, Abedesign ou outras associações profissionais.

Convocamos os colegas para a segunda rodada desta votação:

Quarta-feira, dia 28 de março de 2012, a partir das 10h, na Câmara dos Deputados, Anexo II, Plenário 12.

Abaixo, um registro da sessão:
http://www.youtube.com/watch?v=28NwYnIom8w&feature=youtu.be


Abs

Eduardo Meneses
Presidente da ADEGRAF



















Postagens mais visitadas deste blog

A Marca do Designer

Em 1986, após sua saída da Apple, Steve Jobs chamou Paul Rand – um dos mais influentes designers gráficos do século XX – para criar a marca de sua nova empresa, a NeXT. Desse projeto, Jobs tirou lições que, segundo ele, todo o designer, cliente ou empreendedor deveria considerar. Nesta entrevista, ele contou como foi trabalhar com Paul Rand e o que aprendeu com o designer.  Já nós, designers, podemos aprender com a postura profissional de Paul Rand, se posicionando como especialista para resolver o problema da empresa. Jobs o descreve como, “mais que um artista, um solucionador de problemas de negócios”. Steve Jobs desejava que sua nova empresa tivesse um símbolo que fosse imediatamente associado à marca – algo que leva muito tempo e dinheiro para acontecer na mente do consumidor. Segundo ele, Rand encarou o projeto como um problema a ser resolvido, e não como um desafio artístico em si.  "O significado de uma marca deriva da qualidade do que ela repr

ABNT disponibiliza primeira norma para serviços de design

Os serviços de Design tem sua primeira norma brasileira publicada, a ABNT NBR 16516 Serviços de Design - Terminologia , que conceitua os termos básicos do Design, e pode ser adquirida pelo site: http://www.abntcatalogo.com.br/sebrae/ Ela é fruto de dois anos de trabalhos da Comissão de Estudo Especial de Serviços de Design da ABNT (ABNT/CEE-219), uma parceria firmada entre a ABNT e o Sebrae, que contou com a participação de representantes de diversas instituições profissionais e de ensino do país (ADP, ADG, Adegraf, Abedesign, Prodesign-PR, Sindesign, ABD, Centro Brasil Design, Centro Minas Design, ABRE, Abiplast, Abinee, INPI, CAU, SEBRAE, PUC-PR, UERJ, SENAC, SENAI, UFPR, FAAP, UEMG e UniBH), e que também esteve aberta à participação pública pelos sites daquelas instituições. Os trabalhos da Comissão continuam em andamento, agora no desenvolvimento da norma ABNT NBR 16585 Serviços de design – Diretrizes para boas práticas , que está aberta para consulta nacional pelo site: http:/

Criação do Fórum Brasileiro de Design

Atenção: notícia exclusiva publicada em primeira mão pelo blog políticas de design hoje, dia 28 de novembro de 2008, foi criado, no centro design rio, o fórum brasileiro de design, entidade que se propõe a congregar as associações profissionais e acadêmicas e os centros de promoção de design brasileiros, estabelecendo, pela primeira vez, uma consonância de propósitos e atuações de toda a comunidade de design brasileira. o fórum brasileiro de design nasce da conclamação das associações reunidas durante a brazil design week, no sentido de se promover o alinhamento da atuação e de reivindicações, criando massa crítica e representatividade para se dialogar com o governo no planejamento e execução de políticas públicas de design e na realização coordenada de ações de promoção do design brasileiro. neste sentido, o fórum será um organismo supra-institucional, de representatividade conjunta de todas as associações e centros de promoção quando isto se fizer necessário. o fórum não pretende ser