Pular para o conteúdo principal

Bienal Brasileira de Design Gráfico

Realização: ADG Brasil - Associação dos Designers Gráficos do Brasil / comemorando 20 anos
Tema Central: Anatomia do Design
Local: Centro Cultural São Paulo - Av. Vergueiro, 1000 - São Paulo - SP
Abertura: dia 07 de março de 2009 às 15h00
Duração: de 08 de março a 17 de maio de 2009

Horário de visitação:
de terça a sexta das 10:00 às 20:00 horas
Sábados, domingos e feriados das 10:00 às 18:00 horas.

Entrada gratuita e há total acessibilidade.

A grande transformação da nona edição é a busca pelas expressões contemporâneas, tendências e linguagens do design brasileiro. Ao invés da inscrição de trabalhos a partir de categorias descritivas, os designers tiveram à sua disposição nove categorias conceituais. A inscrição dos trabalhos foi realizada em duas etapas para preservar o acervo dos designers. Na primeira etapa, foi solicitado o envio de pranchas impressas com as principais informações dos projetos e uma reflexão sobre sua função de comunicação. Os designers selecionados nessa etapa submeteram as peças originais para a segunda e última etapa da seleção.
A seleção dos trabalhos não foi realizada por um júri, mas por curadores especialmente selecionados para cada categoria.
O tradicional catálogo da mostra foi transformado em um livro, editado pela Editora Blücher. Ao invés de pequenos textos introdutórios e legendas sucintas de descrição dos trabalhos selecionados como ocorria anteriormente, o corpo dessa nova publicação é composto por análises e reflexões aprofundadas sobre as categorias e os trabalhos participantes. Com essa ação, a ADG Brasil pretende aumentar o peso crítico do registro da produção nacional, tornando a publicação muito mais palatável a estudantes e pesquisadores.

Postagens mais visitadas deste blog

A Marca do Designer

Em 1986, após sua saída da Apple, Steve Jobs chamou Paul Rand – um dos mais influentes designers gráficos do século XX – para criar a marca de sua nova empresa, a NeXT. Desse projeto, Jobs tirou lições que, segundo ele, todo o designer, cliente ou empreendedor deveria considerar. Nesta entrevista, ele contou como foi trabalhar com Paul Rand e o que aprendeu com o designer.  Já nós, designers, podemos aprender com a postura profissional de Paul Rand, se posicionando como especialista para resolver o problema da empresa. Jobs o descreve como, “mais que um artista, um solucionador de problemas de negócios”. Steve Jobs desejava que sua nova empresa tivesse um símbolo que fosse imediatamente associado à marca – algo que leva muito tempo e dinheiro para acontecer na mente do consumidor. Segundo ele, Rand encarou o projeto como um problema a ser resolvido, e não como um desafio artístico em si.  "O significado de uma marca deriva da qualidade do que ela repr

ABNT disponibiliza primeira norma para serviços de design

Os serviços de Design tem sua primeira norma brasileira publicada, a ABNT NBR 16516 Serviços de Design - Terminologia , que conceitua os termos básicos do Design, e pode ser adquirida pelo site: http://www.abntcatalogo.com.br/sebrae/ Ela é fruto de dois anos de trabalhos da Comissão de Estudo Especial de Serviços de Design da ABNT (ABNT/CEE-219), uma parceria firmada entre a ABNT e o Sebrae, que contou com a participação de representantes de diversas instituições profissionais e de ensino do país (ADP, ADG, Adegraf, Abedesign, Prodesign-PR, Sindesign, ABD, Centro Brasil Design, Centro Minas Design, ABRE, Abiplast, Abinee, INPI, CAU, SEBRAE, PUC-PR, UERJ, SENAC, SENAI, UFPR, FAAP, UEMG e UniBH), e que também esteve aberta à participação pública pelos sites daquelas instituições. Os trabalhos da Comissão continuam em andamento, agora no desenvolvimento da norma ABNT NBR 16585 Serviços de design – Diretrizes para boas práticas , que está aberta para consulta nacional pelo site: http:/

Criação do Fórum Brasileiro de Design

Atenção: notícia exclusiva publicada em primeira mão pelo blog políticas de design hoje, dia 28 de novembro de 2008, foi criado, no centro design rio, o fórum brasileiro de design, entidade que se propõe a congregar as associações profissionais e acadêmicas e os centros de promoção de design brasileiros, estabelecendo, pela primeira vez, uma consonância de propósitos e atuações de toda a comunidade de design brasileira. o fórum brasileiro de design nasce da conclamação das associações reunidas durante a brazil design week, no sentido de se promover o alinhamento da atuação e de reivindicações, criando massa crítica e representatividade para se dialogar com o governo no planejamento e execução de políticas públicas de design e na realização coordenada de ações de promoção do design brasileiro. neste sentido, o fórum será um organismo supra-institucional, de representatividade conjunta de todas as associações e centros de promoção quando isto se fizer necessário. o fórum não pretende ser